Cirurgias

Por determinação da SBCP, não podemos apresentar fotos de Pré e Pós-operatório de nossas Cirurgias Plásticas, ainda que autorizadas pelos pacientes.

MAMA

Mama Redutora

Indicada para mulheres com mamas volumosas que, geralmente, sofrem a sensação de peso, com profundas marcas causadas pelo sutiã, limitações para atividades físicas, etc... Podem ou não apresentaren-se ptosadas (caldas). A cirurgia implica na presença de cicatrizes em forma de um "T" invertido, além de outra ao redor da aréola. A pesar das cicatrizes, a cirurgia traz grande benefício funcional e estético, harmonizando toda silhueta mamária. A alta geralmente acontece no mesmo dia.

Prótese Mamária

Cirurgia indicada para valorizar mamas pequenas, médias ou, simplesmente caídas (sem pele excedente). Com pequena cicatriz na parte inferior da aréola, introduz-se o implante (prótese), cujo tipo e tamanho são definidos em conjunto com a paciente. A cirurgia realça o colo, trazendo um enorme benefício para auto-estima da mulher. Não impede amamentação nem a realização de exames de imagem. A alta hospitalar pode ser no mesmo dia ou após 24 horas.

Mastopexia

É a cirurgia para suspensão das mamas que, à pesar de volume normal ou até pequenas, ficaram ptosadas (caídas) com o tempo. A queda, geralmente ocorre após a gestação, mas também após variações importantes de peso ou, simplesmente, pela própria constituição genética.

A correção pode ser feita com retirada de pele, resultando em cicatrizes do tipo “ T” invertido, porém, menores que na redução mamária. No caso da ptose ocorrer sem excesso de pele, a correção pode ser obtida pela inclusão de uma prótese. Em muitos casos, pode-se associar a retirada de pele e inclusão da prótese. A avaliação médica cuidadosa é fundamental para definição da técnica a ser empregada e, conseqüente sucesso no resultado. A alta hospitalar acontece em 24 horas.

Contorno Corporal

Abdominoplastia Convencional

Cirurgia indicada para remoção do excesso de pele e gordura do abdome, corrigindo também, a flacidez muscular. Na maioria das vezes, é associada à lipoaspiração para melhor definição da cintura, bem como flancos e demais regiões em que haja gordura localizada. Resulta em cicatrizes ao redor do umbigo e na parte inferior do abdome que, à pesar de extensa, geralmente fica bem localizada (dentro da marca do biquíni) e se justifica, em muito, pela silhueta nova que traz ao corpo. O retorno as atividades físicas se inicia ao término do primeiro mês e vai se normalizando gradativamente até o fim do terceiro. O uso da cinta, bem como drenagem linfática no pós-operatório são fundamentais. A alta hospitalar acontece em 24 horas.

Mini-Abdominoplastia

É uma alternativa para redefinição da silhueta abdominal em casos que não há grande excesso de pele. Geralmente associada à lipoaspiração, remove apenas um pequeno segmento de pele através de uma cicatriz menor que a deixada pela abdominoplastia convencional. Também não há cicatriz ao redor do umbigo. Como em todas as demais técnicas, seu sucesso está na avaliação individual criteriosa e indicação precisa, pois o fato de uma pessoa conhecida ter “ficado bem” após a realização de determinada técnica, não significa, necessariamente, que a mesma se adequará ao seu caso, ainda que exista uma aparente semelhança física. A alta hospitalar acontece em 24 horas.

Lipoaspiração

Talvez a mais polêmica das cirurgias plásticas, a lipoaspiração vem sendo realizada há cerca de três décadas e, foi um divisor de águas na cirurgia estética. Diferente do que muitos imaginam, a técnica não tem um potencial de riscos superior às demais!!! Ocorre que, pela possibilidade de ser realizada em consultório (ainda que totalmente contra-indicado), muitos “profissionais” não capacitados (de outras especialidades) se aventuram a realizá-la, muitas vezes em ambientes inadequados, elevando-se então drasticamente, o risco de complicações. Deve, impreterivelmente, ser realizada por um cirurgião plástico, em ambiente hospitalar estruturado, juntamente com o anestesista. Seguindo estas regras básicas e escolhendo um profissional sério e referenciado, provavelmente você será muito feliz com seu resultado. A maioria das regiões do corpo que apresentam lipodistrofias (excesso de gordura localizada), são passíveis de serem tratadas por lipoaspiração, mas os melhores e mais efetivos resultados são obtidos nos flancos, abdome, culotes e face interna das coxas. A região alta das costas e posterior dos braços, também são muito solicitadas. O volume total de gordura aspirada deve ficar, obedecendo as normas preconizadas pela SBCP, entre 5 e 7% do peso corporal. A alta hospitalar depende muito do porte da cirurgia, podendo ser no mesmo dia ou em 24 horas.

Face

Lifiting Facial (Plástica de Face)

A cirurgia consiste no levantamento das estruturas profundas da face, seguida pela remoção da pele excedente que gera flacidez. As cicatrizes são muito bem posicionadas e o benefício, em termos de rejuvenescimento, sobretudo no terço inferior e pescoço, são indiscutíveis. A idade ideal é à partir dos quarenta e cinco anos, mas cada caso deve ser avaliado individualmente.

É importante ressaltar que, a proposta do lifting bem conduzido, é de suavizar e rejuvenescer, sem os estigmas (“cara de operada”), que se observavam mais frequentemente em décadas passadas. O conceito atual da cirurgia, busca os resultados mais naturais possíveis. Geralmente é associada à cirurgia das pálpebras e/ou pequenas lipoaspirações no pescoço (“papadas”). Pode, também, ter seu resultado maximizado com aplicações de botóx nas rugas frontais (testa) e peri-orbitárias (“pés-de galinha”). O período de hospitalização é de 24 horas.

Pálpebras

A cirurgia visa a correção do aspecto de cansaço provocados pelas bolsas de gordura e excesso de pele que se acumulam ao redor dos olhos. Essa pele excedente, muitas vezes chega a prejudicar a pintura dos cílios; e as bolsas de gordura podem, em determinadas circunstâncias, apresentaren-se edemaciadas, causando os chamados “olhos empapuçados”. O procedimento, também realizado em centro cirúrgico aos cuidados do anestesista, diminui o peso sobre os olhos, podendo torná-los mais expressivos. A alta hospitalar acontece no mesmo dia.

Toxina Botulinica (botóx)

Ainda que não seja um procedimento cirúrgico, a aplicação da toxina botulinica traz grande benefício no processo de rejuvenescimento, atenuando as rugas frontais (testa) e peri-orbitárias (“pés-de-galinha”). Seu resultado pode ser observado em poucos dias. É o único procedimento que realizamos em consultório.

Nariz

A rinoplastia estética visa corrigir os elementos do nariz (geralmente cartilagens), que estão causando a desarmonia no conjunto facial. Todo o procedimento é realizado pelos orifícios nasais, não resultando em cicatrizes externas. Ao contrário do que se imagina, a rinoplastia puramente estética é indolor no pós-operatório e na retirada do pequeno tampão, que é bem superficial, diferente de outras cirurgias funcionais em que são feitas correções no septo, por exemplo. A alta hospitalar pode ocorrer no mesmo dia, devendo-se permanecer com o curativo modelador por cerca de cinco dias.

Orelhas

A otoplastia é um procedimento em que se esculpe as cartilagens da orelha responsáveis pela sua forma. Assim, é possível corrigir o abano que, por vezes, traz sérias repercussões sociais, baixa de auto-estima e insegurança, sobretudo na adolescência. A cicatriz resultante fica escondida na parte posterior da orelha. A alta hospitalar geralmente ocorre no mesmo dia e, o uso de uma faixa própria por cerca de trinta à sessenta dias é fundamental para evitar rescidivas.

>